DETERMINAÇÃO

Nesta seção, vamos falar sobre a luta pela liberdade. Pois, onde existiu escravidão,  também existiram as mais diversas formas de resistir a ela. Seja pela fuga e formação de quilombos ou pelas revoltas escravas, causando muitas mortes dos dois lados. Ou até, mais recentemente, pelo desenvolvimento de comunidades e bairros com forte predominância de afro-descendentes, que buscam formas de sobreviver com dignidade e por isso são reconhecidos como territórios culturais negros ou “comunidades negras tradicionais”. No primeiro texto, mostramos também que a escravidão sempre esteve presente na história da humanidade, mas nunca em uma proporção tão grande como a que ocorreu nas Américas. Um detalhe que nos ajuda a entender muitas coisas. Em outro texto, contamos a história da Revolta dos Malês, em 1835, a mais importante entre todas as revoltas de escravos que aconteceram no Brasil. Para completar, o perfil de um morador de Itaparica que, em pleno século XX, viveu alguns anos como escravo.

>> Da escravidão à liberdade

>> O sobrevivente

>> Resistência malê

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s